Junho 19, 2024
Destaques Comunidades Portugal

António Costa vai participar em iniciativas culturais em Paris

O primeiro-ministro cessante, António Costa, desloca-se na sexta-feira e no sábado a Paris para participar em iniciativas culturais das comemorações dos 50 anos do 25 de Abril, divulgou hoje o seu gabinete.

Trata-se de iniciativas culturais promovidas pela embaixada portuguesa na capital francesa, detalha a informação do palácio de São Bento.

Na sexta-feira, António Costa assiste a um concerto franco-português, pela Orquestra Parisiense Centenária “Colonne”, dirigida pelo maestro Cesário Costa, e no sábado preside à cerimónia de imposição das insígnias da Ordem do Mérito a Emmanuel Demarcy-Mota e a Victoire di Rosa.

A distinção é feita “pelo seu notável trabalho na Temporada Cultural Cruzada Portugal-França 2022”, refere a nota do gabinete do chefe do Governo, que divulgará posteriormente um programa mais detalhado da visita.

Iniciada em fevereiro de 2022 e decorrida até outubro desse ano, a Temporada Cruzada Portugal-França promoveu, nos dois países, mais de 200 iniciativas culturais, que mobilizaram mais de três milhões de pessoas, segundo números divulgados no final do projeto.

Inaugurada com um concerto da pianista Maria João Pires, na Philharmonie de Paris, a programação estendeu-se por diferentes cidades francesas e portuguesas, destacando-se iniciativas como a mostra dedicada a Maria Helena Vieira da Silva, no Museu Cantini, em Marselha, e exposição do Renascimento Português, no Museu do Louvre, o projeto conjunto de Pedro Costa, Rui Chafes e Paulo Nozolino, no Centro Pompidou, assim como a programação de diferentes peças do encenador e dramaturgo Tiago Rodrigues, que este ano assumiu a direção artística do Festival de Avignon, como “Catarina e a beleza de matar fascistas”, “Coro dos amantes” e “Na medida do impossível”.

A Temporada Cruzada resultou de uma iniciativa de diplomacia bilateral entre Portugal e França, com o objetivo de aprofundar o relacionamento cultural entre os dois países. Presidida pelo programador e encenador luso-francês Emmanuel Demarcy-Mota, teve como comissária geral, pela parte portuguesa, Manuela Júdice, secretária geral da Casa da América Latina e, pela parte francesa, a programadora Victoire Bidegain Di Rosa.

FONTE: LUSA

Deixe o seu comentário

  • Como avalia o artigo?
X