Junho 20, 2024
Destaques Comunidades Portugal

Cerca de 260 mil votos dos emigrantes escrutinados

Cerca de 260 mil votos dos portugueses residentes no estrangeiro nas eleições legislativas foram até hoje escrutinados e registados, ficando por apurar na quarta-feira entre 40 a 50 mil, segundo o porta-voz da Comissão Nacional de Eleições (CNE).

Segundo disse à Lusa Fernando Anastácio, foram hoje, segundo dia do escrutínio dos votos dos emigrantes portugueses, escrutinados e registados 117 mil votos, que se juntaram aos mais de 140 mil tratados na segunda-feira.

Para amanhã ficam entre 40 mil a 50 mil, mais os que entretanto ainda chegarão hoje, prosseguiu.

Os cerca de 700 cidadãos escolhidos pelos partidos políticos para realizar este trabalho, que decorre no Centro de Congressos de Lisboa, têm encontrado “uma percentagem muito significativa” de voto nulos, que têm origem no facto de os eleitores não terem juntado uma cópia do cartão do cidadão.

“Continua a ser a principal anomalia detetada, que não é nova e sempre aconteceu neste tipo de eleições, de voto por correspondência e continua a confirmar-se”, disse.

Fernando Anastácio não avançou nomes de deputados eleitos, uma vez que a CNE não tem para já um “escrutínio parcelar”.

Até segunda-feira chegaram a Portugal 311.113 cartas com os votos dos emigrantes portugueses nas legislativas, segundo informou hoje a Administração Eleitoral.

Os dados indicam que chegaram a Portugal 20,18% dos votos, o que representa um aumento de cinco pontos percentuais em relação aos rececionados em 2022 (15,17%).

Até segunda-feira, tinham sido devolvidas 120.706 cartas com os votos, quando nas últimas legislativas esse número era 174.970.

Mais de 1,5 milhões de cartas com os boletins de voto foram enviadas para 189 destinos a partir de 04 de fevereiro e os votos começaram a chegar a Portugal em 20 de fevereiro.

A opção pelo voto presencial foi exercida por 5.283 eleitores.

Os votos dos eleitores portugueses residentes no estrangeiro começaram segunda-feira a ser contados em Lisboa, numa operação que se prolonga até quarta-feira, quando deverão ser conhecidos os quatro deputados dos círculos da Europa e Fora da Europa.

Os votos dos emigrantes portugueses irão resultar na eleição de quatro deputados, que poderão influenciar o resultado final das legislativas, uma vez que a coligação Aliança Democrática (PSD/CDS/PPM) elegeu 79 deputados e o PS 77.

Só depois de quarta-feira, último dia da recolha e contagem destes votos, o Presidente da República, que deverá ter ouvido todos os partidos com assento parlamentar até essa data, indigitará o novo primeiro-ministro.

Nas legislativas de 2022, o PS conquistou os dois lugares da Europa e dividiu o círculo de Fora da Europa com o PSD.

FONTE: LUSA

Deixe o seu comentário

  • Como avalia o artigo?
X