Junho 19, 2024
Destaques Cultura

Joana Vasconcelos na Alemanha com “Castelo das Valquírias”

O Museu de Arte e História Cultural do Castelo de Gottorf exibe, até 03 de novembro, “Le Château des Valkyries”, a maior exposição individual, até hoje, das obras da artista portuguesa Joana Vasconcelos na Alemanha.

“Le Château des Valkyries” (“O Castelo das Valquírias”) compreende dez instalações de grande escala de Joana Vasconcelos, incluindo as “Valquírias” Marina Rinaldi, Martha e Thyra, que fica patente na Ilha dos Museus, em Schleswig, bem como “Ostfriesland”, um bule de ferro forjado de 2,30 metros de altura e mais de três metros de largura, exposto no Museu Eisenkunstguss Büdelsdorf.

A exposição, escreve o museu em comunicado, “mostra as diversas facetas da obra artística de Vasconcelos”, cujo trabalho é “informado pela apreciação do artesanato tradicional português e das técnicas artesanais, que ela coloca em novos contextos, reinterpreta e apresenta ao mundo”.

O museu recorda, na sua página oficial na Internet, a biografia de Joana Vasconcelos, nascida em Paris em 1971, sublinhando que as suas obras misturam arte, moda e design “com facilidade e de forma única e atraente.”

“Exposições no Museu Guggenheim em Bilbao, no Palácio de Versalhes, na Galeria Uffizi, em Florença e, por último, mas não menos importante, as suas espetaculares contribuições para as Bienais de Veneza de 2005 e 2013 fizeram dela uma artista mundialmente procurada, cujas obras sensuais e teatrais fascinam e encantam o público”, descreve o Museu de Arte e História Cultural do Castelo de Gottorf.

Em declarações à agência Lusa, fonte do museu sublinhou a “enorme satisfação” por poderem mostrar “a maior exposição de Joana Vasconcelos até à data num museu alemão.”

A exposição foi comissariada e organizada por uma equipa liderada por Thorsten Sadowsky, diretor do Museu de Arte e História Cultural do Castelo de Gottorf. Foram necessários cerca de dois anos para planear a mostra.

Para acompanhar a exposição, os visitantes podem contar com várias atividades paralelas. Além das tradicionais visitas guiadas, haverá concertos, leituras, noites de cinema e novas ofertas, como ioga no museu, um encontro de tricô e remendos.

No atelier prático da exposição, os visitantes podem também conhecer o trabalho de Joana Vasconcelos, tocar em peças originais da Valquíria numa ‘estação de toque’, desenhar a sua própria Valquíria no âmbito de um concurso e fazer croché.

A inauguração de “Le Château des Valkyries” teve lugar na quarta-feira, 01 de maio, no Museu de Arte e História Cultural do Castelo de Gottorf, onde pode ser vista a partir de hoje, até 03 de novembro.

A exposição na Alemanha coincide no tempo com uma nova mostra da artista portuguesa em Espanha, a inaugurar na Central Artística de Bueño, nas Astúrias, no próximo dia 07, onde apresentará “Diagonals”, da série “Tetris”, e a obra recente “La Pasionaria”.

Esta peça é uma homenagem à combatente antifascista espanhola Dolores Ibárruri (1895-1989), que fez de “No pasarán!” uma palavra de ordem contra as tropas falangistas durante a Guerra Civil (1936-39). Eleita para o parlamento espanhol em 1977, após a transição democrática que sucedeu à morte do ditador Francisco Franco, La Pasionaria foi presidente honorária do Partido Comunista Espanhol até à sua morte em 1989.

Deixe o seu comentário

  • Como avalia o artigo?
X