Junho 19, 2024
Destaques Internacional Portugal

Portugueses participam na 2ª missão na órbita de Vénus

Empresas e cientistas portugueses participam na segunda missão europeia na órbita de Vénus, a EnVision, com lançamento previsto para 2031 e que vai estudar a superfície e o interior do planeta e a sua atmosfera.

A missão foi adotada na quinta-feira pela Agência Espacial Europeia (ESA), significando, na prática, que a fase de estudo foi concluída e segue-se a concretização.

O astrofísico Pedro Machado, investigador no Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA) com estudos publicados sobre a atmosfera de Vénus, disse hoje à Lusa que será responsável por um dos instrumentos científicos da nova sonda europeia que vai orbitar Vénus, no caso um espetrógrafo de infravermelhos que permitirá aferir, por exemplo, se existe atividade vulcânica no planeta.

O investigador liderará o consórcio científico português de apoio à missão, que será formado por astrofísicos, geólogos e geógrafos.

A astrofísica Clara Sousa-Silva – que fez parte da equipa internacional de cientistas que anunciou em 2020 a descoberta nas nuvens de Vénus da fosfina, um gás que na Terra é produzido naturalmente por bactérias, que são organismos vivos – também vai colaborar com a equipa científica portuguesa, mas na área da astrobiologia, que estuda a origem da vida.

Pedro Machado adiantou que a indústria portuguesa estará igualmente envolvida na missão EnVision, através das empresas LusoSpace e FHP, que vão ser responsáveis, nomeadamente, pelos testes de alinhamento dos instrumentos e pelo fabrico de componentes para os encaixes dos instrumentos.

A EnVision sucede à missão espacial europeia Venus Express, que entre 2006 e 2014 teve em órbita uma sonda a estudar a atmosfera do planeta.

O estudo da atmosfera de Vénus, planeta mais próximo da Terra, continua a ser assegurado pela missão japonesa Akatsuki.

Apesar de semelhante à Terra no tamanho e massa, Vénus é inóspito, a sua superfície tem uma temperatura média de 464ºC e uma pressão atmosférica 92 vezes maior do que a sentida no “planeta azul”.

De todos os planetas rochosos do Sistema Solar, Vénus é o que tem a atmosfera mais densa e está completamente coberto por camadas de nuvens espessas compostas principalmente por ácido sulfúrico.

Portugal é Estado-Membro da ESA desde novembro de 2000.

FONTE: LUSA

Deixe o seu comentário

  • Como avalia o artigo?
X