Junho 20, 2024
Portugal

Vila do Conde celebra Semana do Pescador com caldeirada ‘gigante’

A Câmara de Vila do Conde, distrito do Porto, vai promover a segunda edição da Semana do Pescador, que, este ano, terá como destaque a confeção de uma caldeirada de peixe para centenas de pessoas, que será distribuída gratuitamente.

A iniciativa, que vai recriar a Caldeirada Comunitária, um prato típico da localidade de Caxinas, onde vive uma das maiores comunidades piscatória do país, será confecionada junto à Igreja de Nosso Senhor dos Navegantes, através de uma parceria com a Escola Superior de Hotelaria e Turismo, e pode ser provada por todos o que aparecerem no local, à hora do almoço, a 28 de maio, um sábado.

O programa da Semana do Pescador, que acontece entre 24 e 31 de maio, engloba, ainda, uma série de iniciativas pedagógicas, culturais, religiosas e lúdicas, todas de participação gratuita

A iniciativa é homenagear o pescador e a sua atividade, relevando a importância deste setor para cultura e economia vila-condense.

“É um tributo daqueles que são responsáveis de uma arte identitária e de uma força economia do nosso concelho há séculos. Temo um programa ambicioso, onde além dessa homenagem queremos também que seja um momento de atração turística”, disse Vítor Costa, presidente da Câmara de Vila do Conde.

Entre as atividades previstas, destacam-se, ainda, exposições, tertúlias, oficinas para famílias, lançamento de livros, visitas guiadas, e também um espaço de restauração com petiscos e pratos típicos da região, com o peixe como dominador comum.

Estão também programados momentos musicais, espetáculos de folclore e uma cerimónia religiosa, a 31 de maio, o Dia do Pescador, onde serão evocados os pescadores que perderam a vida em naufrágios.

Apesar da maior parte das atividades se realizarem nas localidades de Caxinas e Poça da Barca, perto da cidade, haverá também iniciativas junto à comunidade piscatória de Vila Chã, mais a sul no concelho.

A iniciativa irá evolver, além da Câmara de Vila do Conde, associações de pesca, escolas, paróquias e Juntas de Freguesia, assim como a Capitania dos Portos da Póvoa de Varzim e Vila do Conde, e também a Docapesca.

A organização pretende, ainda, que o evento tenha a participação da comunidade de pescadores oriundos da Indonésia, que já são parte fundamental da mão-de-obra do setor no Norte do país, e mais concretamente em Vila do Conde, de forma a promover, ainda mais, a sua integração na comunidade vila-condense.

Durante esta Semana de Pescador haverá, ainda, mesas de debate onde vai discutir a sustentabilidade e os desafios do setor daS pescas, e também os apoios do Estado e da União Europeia à atividade.

Deixe o seu comentário

  • Como avalia o artigo?
X